Cenoura | Culturas | ADP Fertilizantes

Cenoura

  

Cenoura

Dados Culturais

Ciclo cultural Planta bianual cultivada em ciclos culturais de 100 a 180 dias.
Temperaturas Óptimas para o desenvolvimento da parte aérea de 18ºC a 24oC e da raíz de 15ºC a 20ºC (temperatura do solo). Temperaturas muito elevadas produzem raízes mais curtas.
Solo Texturas ligeiras ou médias. Boa drenagem. pH 6.0-6.5. Planta medianamente sensível aos sais do solo (salinidade máxima de 3-5 mS/cm).

Fertilização

Extracções (kg/ha) N: 90-150, P2O5: 30-50 kg, K2O: 150-300, CaO: 90-150, MgO: 18-35, SO3: 28, Na2O: 19-28.
Nutrientes secundários e micronutrientes mais importantes Magnésio, Sódio, Boro, Cobre, Manganês e Zinco.
Adubação de fundo Produção esperada de 40 -50 t/ha

Quanto menor a fertilidade do solo maior deverá ser a adubação.                

Azoto – 50 a 100 kg/ha.
Fósforo – 80 a 150 kg/ha.
Potássio – 150 a 250 kg/ha. 

Exemplo 1: MASTER 12 + micros – 800 a 1200 kg/ha. 
Exemplo 2: NERGETIC 10-10-22 – 500 a 800 kg/ha.
Adubação de cobertura Produção esperada de 40 - 50 t/ha

Azoto – 50 a 100 kg/ha, fraccionar em 2 aplicações, a primeira às 3-4 folhas e no início da tuberização.                

Exemplo: NERGETIC 30 ZIMACTIV – 150 a 350 kg/ha.

Fertirrigação Produção esperada de 40-50 t/ha

A adubação de fundo deverá ser metade das doses indicadas.   
 
Repartir por várias regas as doses semanais indicadas, de modo a não dissolver mais de 2 g de adubo por litro de água de rega.  
 
Até início ao início da formação das cenouras: 40 kg/ha de Azoto, 80 kg/ha de Fósforo, 30 kg/ha de Potássio.

Exemplo 1: SOLUTECK 13-40-13 + micros – 50 kg/ha/semana.
 
Durante a formação das cenouras: 40 kg/ha de Azoto, 15 kg/ha de Fósforo, 80 kg/ha de Potássio.Exemplo 2: SOLUTECK 15-5-30 + micros – 30 kg/ha/semana ou SOLUKAPA – 10 kg/ha/semana.

Fertilização foliar

Até ao início da formação das raízes (2-3 aplicações): PROFERTIL – 4 l/ha e/ou TECNIFOL 12-4-4 – 5-8 l/ha.      

Durante a formação das raízes (2-3 aplicações): PROFERTIL – 4 l/ha e/ou TECNIFOL 3-8-11 – 5-8 l/ha.

Notas

A carência de azoto prejudica o desenvolvimento vegetativo e a cor das raízes devido à diminuição da síntese de carotenos. O excesso de azoto não só atrasa o crescimento das raízes e prejudica as propriedades de conservação, como aumenta excessivamente o seu teor de nitratos, aspecto particularmente grave na produção destinada à indústria de alimentos para bebés.

O fósforo melhora as condições de armazenamento e conservação.

O potássio aumenta o teor de açucares e melhora outros aspectos qualitativos das raízes mas o excesso de potássio pode induzir carências de magnésio e aumentar a salinidade do solo.

A carência de magnésio provoca uma clorose ligeira nas folhas jovens e uma clorose profunda nas folhas mais velhas que podem secar.                   

Boa reacção ao sódio que melhora o rendimento, a qualidade e a resistência ao frio.

A carência de boro, mais frequente em solos arenosos e em condições de secura, origina raízes de má qualidade e de cor acastanhada.

     

Unidades fertilizantes recomendadas expressas em: Azoto – N; Fósforo – P2O5; Potássio – K2O.

As doses recomendadas são para as produções referenciadas, devendo sempre ser ajustadas em função das análises efectuadas ao solo, variedades das culturas e à experiencia local na utilização de adubos.

© ADP Fertilizantes 2020 | Todos os direitos reservados