Macieira | Culturas | ADP Fertilizantes

Macieira

 

Macieira

Dados Culturais

Ciclo cultural Planta arbórea, plantada em pomares de 200 a 1200 árvores/ha. Em pomares intensivos, início da produção ao 3º-4º ano, e produtividades de 30 a 50 t/ha. O ciclo vegetativo anual da parte aérea é mais curto que o da raiz, estando a copa das árvores completamente formada em cerca de 2 meses.
Sistema radicular No 1º ano as raízes podem alcançar os 3m longitudinalmente e 2m em profundidade, passando estes valores a, respectivamente, 6 m e 4 m, ao 3º ano. As raízes localizam-se maioritariamente nos primeiros 50 cm de solo. O sistema radicular mais fino, dotado de pelos radiculares e zonas não suberizadas, muito importante para a absorção de água e nutrientes, constitui cerca de um terço do volume total de raízes.
Temperatura e Geada Todas as variedades necessitam de um determinado nº de horas de frio (<7.2ºC), durante o repouso invernal - 400 horas para variedades de baixas exigências, 1000 horas para as variedades de altas exigências. Maior sensibilidade das variedades tardias às geadas primaveris. Temperaturas inferiores a 3ºC durante a floração podem ser muito prejudiciais. Desenvolvimento vegetativo entre os 12 e os 18ºC
Solos Texturas argilosas com boa estrutura e drenagem, são as mais favoráveis. Susceptibilidade à asfixia radicular, tanto maior quanto mais alta for a temperatura e portanto, a actividade radicular. pH 5.5-7.5. Planta muito sensível aos sais do solo (salinidade máxima de 2-3 mS/cm) e ao sódio de troca.
Rega Necessita de 600 mm de água entre o abrolhamento e a queda das folhas.

Fertilização

Extracções (kg/ha) N: 70-110, P2O5: 20-40, K2O: 90-170, MgO: 40, CaO- 110, B: 0.2, Cu: 0.125, Fe: 0.75, Mn: 0.125, Zn: 0.25.
Nutrientes secundários e micronutrientes mais importantes Cálcio, Magnésio, Boro, Ferro (em solos calcários), Manganês e Zinco.
Adubação à plantação

Quanto menor a fertilidade do solo maior deverá ser a adubação.

Azoto- 0 kg/ha.
Fósforo- 100 a 200 kg/ha.
Potássio- 100 a 250 kg/ha.

Exemplo: AMICOTE CV 44 (0-20-17) – 500 a 1000 kg/ha.
Para estimular o enraizamento: TECNIFOL ENRAIZANTE – 20 a 30 ml/planta numa só aplicação juntamente com a rega.

Adubação anual de formação até ao 4º ano

Árvores correctamente adubadas à plantação. Caso contrario aplicar adubos ternários.

Azoto – 15 a 25 kg/ha

Exemplo 1: NERGETIC 30 ZIMACTIV – 50 a 80 kg/ha.
Exemplo 2: NERGETIC DS+ – 45 a 70 kg/ha.

TECNIFOL ENRAIZANTE – 20 a 30 ml/planta (durante o Verão, numa só aplicação, juntamente com a rega).

Adubação de fundo anual Produção esperada de 30-40 t/ha

Quanto menor a fertilidade do solo maior deverá ser a adubação.

Azoto - 50 a 90 kg/ha.
Fósforo – 100 a 200 kg/ha.
Potássio – 150 a 250 kg/ha.

Exemplo: MASTER 12 – 700 a 1200 kg/ha.

Adubação de cobertura Produção esperada de 30-40 t/ha

Azoto (N) - 50 a 120 kg/ha, fraccionar por 2 ou 3 aplicações, depois do vingamento dos frutos.
Aplicações tardias ou excessivas de azoto poderão ser prejudiciais.

Exemplo 1: SOLUTECK NITRATO DE CÁLCIO REGA - 300 a 750 kg/ha.
Exemplo 2: NERGETIC DS+ - 150 a 450 kg/ha.

Fertirrigação

A adubação de fundo deverá ser metade das doses acima indicadas.

Repartir por várias regas as doses semanais indicadas, evitando-se misturar os adubos e dissolver mais de 2 g de adubo por litro de água de rega.

Após o vingamento dos frutos durante 6 semanas: 40 kg/ha de Azoto, 30 kg/ha de Fósforo, 20 kg/ha de Potássio.
Exemplo: NUTRIFLUID 12-6-6 – 150 a 300 kg/ha (100 a 250 l/ha).

Durante a formação dos frutos até um mês antes da colheita: 20 - 30 kg/ha de Azoto, 10-20 kg/ha de Fósforo, 30 - 50 kg/ha de Potássio.
Exemplo: NUTRIFLUID 4-4-12 - 250 a 400 kg/ha (200 a 325 l/ha).

Depois da colheita: 10 kg/ha de Azoto, 10-30 kg/ha de Fósforo, 10 kg/ha de Potássio
Exemplo: NUTRIFLUID 15-10-5 – 100 a 150 kg/ha (75 a 120 l/ha).

Fertilização foliar

5 - 6 aplicações após o abrolhamento: PROFERTIL - 4 l/ha e/ou TECNIFOL 12-4-4 - 5 a 8 l/ha ou TECNIFOL 3-8-11 - 5 a 8 l/ha.

Notas

A Golden Delicious é mais exigente em azoto que a Granny Smith e as variedades vermelhas do grupo Delicious. O excesso de azoto favorece a queda dos frutos, o aparecimento do bitter-pit e diminui o poder de conservação dos frutos.

O fósforo favorece o poder de conservação dos frutos.

O potássio favorece a cor e sabor dos frutos. Os porta-enxertos M9 e M7 absorvem mais dificilmente o potássio que o M4 e Franco. A variedade Reineta é mais sensível a esta carência. O excesso de potássio favorece as deficiências de magnésio e o aparecimento de bitter-pit.

O cálcio é fundamental para a qualidade e poder de conservação do fruto. O bitter-pit está associado a uma deficiente nutrição dos frutos em cálcio, e é favorecido pelos porta-enxertos pouco vigorosos (M9) e variedades de polpa menos rija.

A carência de magnésio é mais provável em anos de grandes produções, solos ácidos e de textura ligeira. A variedade Golden Delicious é mais susceptível a esta carência.

A carência de boro provoca deficiente vingamento e qualidade dos frutos, podendo induzir o aparecimento de carepa e bitter-pit.

Unidades fertilizantes recomendadas expressas em: Azoto – N; Fósforo – P2O5; Potássio – K2O.

As doses recomendadas são para as produções referenciadas, devendo sempre ser ajustadas em função das análises efectuadas ao solo, variedades das culturas e à experiencia local na utilização de adubos.

© ADP Fertilizantes 2020 | Todos os direitos reservados