Milho | Culturas | ADP Fertilizantes

Milho

 

Milho

Dados Culturais

Ciclo cultural Planta anual, de ciclo vegetativo entre os 80 e os 150 dias (respectivamente, FAO 200 e FAO 900), cultivada com densidades de sementeira de 60 000 a 110 000 plantas/ha.
Sistema radicular Raiz fasciculada podendo atingir um grande desenvolvimento (30-40 t de raízes por hectare de milho).
Temperaturas Para a germinação das sementes a temperatura do solo deve ser superior a 10ºC, sendo a óptima de 15ºC. Na fase de desenvolvimento vegetativo e floração, temperaturas óptimas de 24-30 ºC, sendo prejudiciais temperaturas superiores a 40ºC.
Necessidades de água Grandes necessidades de água e grande eficiência da sua utilização na produção de matéria seca. Necessidades totais de 500-600mm. Necessidades diárias de 2-3mm até as plantas atingirem 30-40cm, e de 7-10mm na fase reprodutiva. Durante o embandeiramento/floração, deficiências hídricas de 1-2 dias ou 6-8 dias, podem provocar quebras de produção de, respectivamente, 20% e 50%.
Solo Prefere os solos mais férteis, profundos, de boa estrutura e textura. pH 6.0-7.5. Cultura tolerante aos sais do solo (salinidade máxima de 4-8 mS/cm).

Fertilização

Extracções (kg/ha) N: 160-280, P2O5: 60-110, K2O: 110-230, MgO: 40-80, CaO: 50-110, SO3: 37 – 71, B: 0.1-0.2, Cu: 0.1, Fe: 1.0-2.1, Mn: 0.34-0.75, Mo: 0.005-0.009, Zn: 0.38-0.70.
Nutrientes secundários e micronutrientes mais importantes Magnésio, Enxofre, Boro, Cobre e Zinco.
Adubação de fundo Produção esperada de 14 t/ha de grão

Quanto menor a fertilidade do solo maior deverá ser a adubação.

Azoto – 50 a 100 kg/ha.
Fósforo – 100 a 180 kg/ha.
Potássio – 100 a 210 kg/ha.

A lanço:

MASTER K – 400 a 600 kg/ha

e/ou

Exemplo 1: MASTER 12 – 600 a 1000 kg/ha.
Exemplo 2: NERGETIC 10-10-22 – 500 a 800 kg/ha.
Exemplo 3: NERGETIC 20-8-10 – 600 a 1400 kg/ha (adubação total em fundo).

Localizado – MASTER STARTER – 200 kg/ha após a aplicação do MASTER K ou reduzindo a dose aplicada a lanço (indicada nos exemplos 1 e 2).

Adubação de cobertura Produção esperada de 14 t/ha de grão

Azoto – 150 a 240 kg/ha, fraccionar em 1 ou 2 aplicações, a primeira com o milho joalheiro e a segunda no início da floração. A dose a utilizar poderá ser aumentada ou diminuída, de acordo com o desenvolvimento da cultura e a experiência local.

Exemplo 1: NITROLUSAL 27 – 600 a 900 kg/ha.
Exemplo 2: NERGETIC 30 ZIMACTIV – 450 a 700 kg/ha.

Nota: No caso de ter sido feita uma adubação total em fundo e se verifique alguma carência de azoto, consultar os nossos serviços técnicos.

PIVOT Adubação de cobertura com soluções azotadas Produção esperada de 14 t/ha de grão

Não ultrapassar a concentração de 2.5 kg por m3 de água (2.5 g/l).

Azoto – 150 a 240 kg/ha, fraccionar em 5 aplicações de acordo com o seguinte esquema: 10% às 3-4 folhas, 25% às 6-8 folhas, 30% às 10-12 folhas, 25% antes da emergência da bandeira, 10% após o escurecimento das barbas. A dose a utilizar poderá ser aumentada ou diminuída, de acordo com o desenvolvimento da cultura e a experiência local.

Exemplo 1: SOLUÇÃO AZOTADA 32N – 450 a 750 kg/ha ( 340 a 570 l/ha).
Exemplo 2: SOLUÇÃO AZOTADA 27N + S – 500 a 800 kg/ha (390 a 620 l/ha).
Exemplo 3: SOLUÇÃO AZOTADA 30N + Zn – 500 a 800 kg/ha (380 a 600 l/ha).

Nota: No caso de ter sido feita uma adubação total em fundo e se verifique alguma carência de azoto, consultar os nossos serviços técnicos.

Fertilização foliar

Até à formação do grão (2-5 aplicações):
TECNIFOL 12-4-4
– 5-8-l/ha e TECNIFOL ZINCO – 2-3 l/ha.

Notas

O azoto é fundamental para se alcançarem as máximas produções. Aumenta o teor de proteína do grão e melhora a digestibilidade do milho forragem.

O fósforo é um factor de precocidade, estimula o desenvolvimento radicular, incrementa a resistência mecânica dos caules (compensa os excessos de azoto), influência positivamente a floração, fecundação, formação e maturação do grão, e melhora a digestibilidade do milho forragem.

O potássio aumenta a taxa fotossintética, melhorando os crescimentos para densidades de sementeira elevadas, e aumenta a resistência das plantas à secura. Contribui também para o aumento dos hidratos de carbono fermentáveis o que é importante para a boa qualidade da silagem.

A carência de cobre e boro são menos frequentes que a de zinco, ocorrendo principalmente nos solos de textura ligeira.

A carência de zinco é mais frequente nas plantas jovens, principalmente em anos de Primaveras frias e húmidas, nos solos de textura ligeira, nos encharcados e naqueles onde houve remoções de terras.

Unidades fertilizantes recomendadas expressas em: Azoto – N; Fósforo – P2O5; Potássio – K2O.

As doses recomendadas são para as produções referenciadas, devendo sempre ser ajustadas em função das análises efectuadas ao solo, variedades das culturas e à experiencia local na utilização de adubos.

© ADP Fertilizantes 2020 | Todos os direitos reservados