Pastagens | Culturas | ADP Fertilizantes

Pastagens

 

Pastagens

Dados Culturais

Ciclo cultural Plantas anuais ou bianuais ou perenes; As pastagens poderão ser naturais sendo constituídas por vegetação espontânea, predominando as gramíneas. Poderão ser semeadas (gramíneas+leguminosas), de sequeiro ou regadio. Geralmente as gramíneas são mais predominantes com 65 a 75%, sendo as leguminosas 20 a 25% e 5 a 15 de outras espécies.
Sistema radicular

Gramíneas - Raiz fasciculada, com desenvolvimento predominantemente superficial (primeiros 25 cm).
  Leguminosas – Raízes profunda, aprumada e com poucas ramificações superficiais.

Temperaturas e humidade Durante o frio invernal há pouca actividade vegetativa. O crescimento inicia-se no Inicio da Primavera e continua até o final do Verão (com a maturação dos grãos). No inicio do Outono, havendo humidade no solo, inicia um segundo ciclo, só herbáceo terminando novamente com o abaixamento das temperaturas.
Necessidades de água Necessita aproximadamente de 500 mm de precipitação durante o ciclo vegetativo. Abaixo dos 400 mm são poucas as espécies que se adaptam. As leguminosas devido às características do seu sistema radicular, suportam mais facilmente a escassez de água.
Solos Preferem os solos mais férteis, profundos, de boa estrutura e textura. Solos delgados e de texturas ligeiras são de evitar. pH 5.5-7.0.

Fertilização

Extracções (kg/ha) N: 70-370, P2O5: 20-100, K2O: 75-375, CaO: 21-105, MgO: 8-42, SO3: 15 – 125, B: 0.05-0.16, Cu: 0.02-0.1, Fe: 0.025-1.25, Mn: 0.4-2.0, Mo: 0.002-0.005, Zn: 0.1-0.5.
Nutrientes secundários e micronutrientes mais importantes Magnésio, Boro, Molibdénio e Zinco.

Pastagem natural
Adubação de manutenção
Produção esperada de 2 a 8 t m.s./ha

Quanto menor a fertilidade do solo e maior a produção esperada, maior deverá ser a adubação.

Azoto- 20 a 50 kg/ha.
Fósforo- 30 a 120 kg/ha.
Potássio- 40 a 160 kg/ha.

Exemplo 1: AMICOTE CV 31 (5-15-5) - 300 a 800 kg/ha.
Exemplo 2: (sem azoto): AMICOTE CV 44 (0-20-17) - 150 a 800 kg/ha.

Pastagem Gramíneas/leguminosas (sequeiro)
 
Adubação de Instalação
 
Produção esperada de 2 a 8 t m.s./ha

Quanto menor a fertilidade do solo e maior a produção esperada, maior deverá ser a adubação.

Azoto – 20 a 40 kg/ha.
Fósforo - 30 a 140 kg/ha.
Potássio - 40 a 180 kg/ha.

Exemplo 1: MASTER 15 - 200 a 500 kg/ha.
Exemplo 2: (sem azoto): AMICOTE CV 44 (0-20-17) - 200 a 700 kg/ha.

Pastagem Gramíneas/leguminosas (sequeiro)
 
Adubação de Manutenção
 
Produção esperada de 2 a 8 t m.s./ha

Quanto menor a fertilidade do solo e maior a produção esperada, maior deverá ser a adubação.

Azoto – 20 a 80 kg/ha.
Fósforo- 30 a 120 kg/ha.
Potássio- 40 a 160 kg/ha.

Exemplo 1: MASTER 15 - 150 a 600 kg/ha.
Exemplo 2: (sem azoto): AMICOTE CV 44(0-20-17) - 150 a 750 kg/ha.

Pastagem Gramíneas/leguminosas (regadio)
 
Adubação de Instalação
 
Produção esperada de 10 a 15 t m.s./ha

Quanto menor a fertilidade do solo e maior a produção esperada, maior deverá ser a adubação.

Azoto – 20 a 40 kg/ha.
Fósforo- 60 a 160 kg/ha.
Potássio- 60 a 180 kg/ha.

Exemplo 1: MASTER 15 - 300 a 500 kg/ha.
Exemplo 2: (sem azoto): AMICOTE CV44 (0-20-17) - 300 a 700 kg/ha.

Pastagem Gramíneas/leguminosas (regadio)
    Adubação de Manutenção
      Produção esperada de 10 a 15 t m.s./ha

Quanto menor a fertilidade do solo e maior a produção esperada, maior deverá ser a adubação.

Azoto – 90 a 140 kg/ha.
Fósforo- 60 a 160 kg/ha.
Potássio- 60 a 180 kg/ha.

Exemplo 1: MASTER 15 - 300 a 800 kg/ha.
Exemplo 2: (sem azoto): AMICOTE CV 44 (0-20-17) - 300 a 800 kg/ha.

Notas

O azoto é fundamental para o desenvolvimento inicial das plantas, afilhamento, encanamento, diminuição do aborto floral e maturação do grão. O excesso de azoto aumenta os riscos de acama e susceptibilidade ao ataque de doenças e parasitas, bem como poderá desequilibrar a proporção entre gramíneas e leguminosas (favorecendo as gramíneas em detrimento das leguminosas).

O fósforo tem um papel importante numa fase inicial intervindo principalmente no desenvolvimento radicular e no afilhamento. As gramíneas extraem melhor o fósforo do solo devido às características do seu sistema radicular.

O potássio minimiza os efeitos das deficiências hídricas e aumenta a resistência das plantas ao frio, acama e várias doenças. Em excesso poderá criar desequilíbrios em cálcio e magnésio, podendo afectar a nutrição dos animais.

O cálcio e o magnésio são elementos de grande importância na qualidade nutritiva da pastagem, sendo as leguminosas mais exigentes em cálcio, elemento necessário para a fixação do azoto.

Unidades fertilizantes recomendadas expressas em: Azoto – N; Fósforo – P2O5; Potássio – K2O.

As doses recomendadas são para as produções referenciadas, devendo sempre ser ajustadas em função das análises efectuadas ao solo, variedades das culturas e à experiencia local na utilização de adubos.

© ADP Fertilizantes 2020 | Todos os direitos reservados